CADASTRE SEU E-MAIL
Receba nosso boletim eletrônico
E-mail    
NAVEGUE PELO SITE
QUEM SOMOS
A Autora I A Proposta do Site I Diferenciais

O GRUPO
Sobre o Grupo I Componentes do Grupo I Por que participar?

PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
Artigos Científicos I Teses e Dissertações
 

LIVRARIA VIRTUAL

CANAL DE NOTÍCIAS
Artigos I Notícias

LINKS INTERESSANTES

CONTATO
 
NOTÍCIAS
Congresso gratuito de sexualidade via internet começa dia 24 de janeiro

Acontece entre os dias 24 e 29 de janeiro o 1º Congresso Online Gratuito de Sexualidade para Profissionais da Saúde, iniciativa inédita no Brasil 100% em plataforma digital e gratuita. São 31 palestras de temas variados em sexualidade com profissionais do Brasil e exterior em vídeos com legendas em português ou inglês.

Entre os participantes está a Profª Drª Maria Alves de Toledo Bruns, Líder do Grupo de Pesquisa Sexualidadevida USP/CNPq, com o tema "A formação do profissional da saúde e da educação na interface com a diversidade afetivo-sexual" no dia 29, domingo, às 10h. [leia mais]
"Caindo na Vida”: Vivência e Corporeidade Travesti na Perspectiva Fenomenológica

Este texto tem o objetivo de compreender os significados e os sentidos que três travestis atribuem ao processo de transformação corporal. Discutir o status que o corpo assume em nossa sociedade contemporânea parece ser uma questão fundamental para o campo da psicologia. O culto ao corpo e a valorização das intervenções estéticas mostram-se como características de nosso ethos e se fundamentam na busca diária pela saúde e pela juventude, dentre outros aspectos.

[leia mais]

Encontro em Marília discute abordagens terapêuticas em vários setores

Acontece em Marília nos dias 8 e 9 de outubro o XXVII Encontro de Abordagens Terapêuticas, Humanistas e Fenomenológicas com o tema central "O amor define: encontros e desencontros". A iniciativa é do Daisen Marília - Grupo de Apoio à Formação Terapêutica. Serão tratados assuntos como agressividade, amor, ansiedade, conflitos familiares, depressão, esgotamento, meditação, perdas, preconceitos, sexualidade, solidão, suicídio e traumas.

[leia mais]

[leia todas as notícias]

SOBRE O GRUPO SEXUALIDADEVIDA

O Grupo de pesquisa Sexualidadevida/USP/CNPq tem como meta informar, divulgar, compartilhar e socializar os resultados de Dissertações, Teses, Artigos científicos pesquisas elaboradas pelos/as Pós-Graduandos/as acerca da expressão das diversidades afetivo-sexuais no momento atual.

As pesquisas são conduzidas pela Dra. Maria Alves de Toledo Bruns, líder do Grupo de Pesquisa SexualidadeVida/USP-CNPq, e desenvolvidas no Programa de Pós-Graduação em Psicologia do Departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia Ciências Letras - Universidade de São Paulo, campus de Ribeirão Preto (SP), e no Programa de Pós-Graduação em Educação Sexual nível de mestrado da Faculdade de Ciências e letras da Universidade Estadual Paulista(UNESP), campus de Araraquara (SP).

O Grupo de Pesquisa SexualidadeVida/USP-CNPq foi criado, em 1990, pelo interesse da Profª. Dra. Maria Alves de Toledo Bruns em elucidar e compreender as diversas expressões das masculinidades e feminilidades que compõem o vasto horizonte das relações de gênero nos dias atuais.

Em 1995, o grupo de estudos foi consolidado com a criação da Pós-Graduação em Psicologia pelos Docentes do Departamento de Psicologia - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da Universidade de São Paulo - Campus de Ribeirão Preto.

Essa iniciativa culminou com seu credenciamento na Pós-Graduação e o cadastramento do grupo de estudos em sexualidade no sistema diretório dos Grupos de Pesquisas no Brasil/CNPq-1995, o qual foi, em 2002, recadastrado na versão 5.0 com o nome de Grupo de Pesquisa SexualidadeVida/USP-CNPq.

As pesquisas orientadas pela Profa. Dra Maria Alves Bruns são todas conduzidas através da metodologia qualitativa fenomenológica. Essa escolha deve-se aos pressupostos epistemológicos, assim como aos percursos metodológicos que esse método oferece para conduzir com rigor científico o desvendamento e a elucidação das diversidades das expressões das sexualidades contemporâneas.

 

[voltar ao topo]

 
ARTIGOS

A mídia e a adultização/erotização da infância e adolescência

Paradoxo – perplexidade para alguns; desolação para outros. A realidade é que o período da infância está sendo ditado pelos modismos veiculados pela mídia que, no decorrer das últimas décadas, vêm sutilmente diluindo a fronteira entre a infância e a adolescência, (des)con'gurando modos de ser criança e adolescente.  [leia mais]

"Caindo na Vida”: Vivência e Corporeidade Travesti na Perspectiva Fenomenológica

Este texto tem o objetivo de compreender os significados e os sentidos que três travestis atribuem ao processo de transformação corporal. Discutir o status que o corpo assume em nossa sociedade contemporânea parece ser uma questão fundamental para o campo da psicologia. O culto ao corpo e a valorização das intervenções...  [leia mais]
O envelhecer na sociedade atual

A embriaguez da rapidez atinge todas as instâncias . A indústria cultural, a virtualidade dos meios de comunicação, a atualização do consumo se apropriam, de modo nunca visto, de recursos visuais, estratégias de marketing, mensagens subliminares para veicularem e demarcarem a desconstrução de rígidos valores morais, religiosos, sexuais e estéticos. [leia mais]

[leia todos os artigos]

[voltar ao topo]

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 
CADASTRE SEU E-MAIL
Receba nosso boletim eletrônico
E-mail    
NAVEGUE PELO SITE
QUEM SOMOS
A Autora I A Proposta do Site I Diferenciais

O GRUPO
Sobre o Grupo I Componentes do Grupo I Por que participar?

PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS
Artigos Científicos I Teses e Dissertações
 

LIVRARIA VIRTUAL

CANAL DE NOTÍCIAS
Artigos I Notícias

LINKS INTERESSANTES

CONTATO

 

 

Este site tem o objetivo de prover informações em âmbito acadêmico, como artigos e notícias, relacionadas com o Grupo de Pesquisa SexualidadeVida/USP-CNPq. Não realizamos atendimento clínico nem tiramos dúvidas de cunho pessoal, pois fogem do nosso espectro de trabalho. Este espaço deve ser suado apenas para dúvidas relacionadas a pesquisas e/ou trabalhos publicados pelo grupo em questão.